segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Casas no Norte e Sul receberão o ciclo de exposições "Em defesa da vida"

O Espiritismo nos ensina que vida deve ser respeitada desde o momento da concepção até o instante final da morte do corpo físico¹, nos esclarecendo a respeito da natureza, origem e destino dos Espíritos², descortinou diante de nossos olhos o que há por detrás do véu “da morte”³; acabou de vez com o materialismo comprovando a imortalidade da alma através das inúmeras comunicações dos Espíritos desencarnados e de outros fenômenos, antes inexplicáveis pela ciência. Com uma visão mais ampla e abrangente, a vida, na expressão da existência terrena – adquire um sentido profundo para todos os Espíritas que diante do assolar das dores e sofrimentos porque passa a humanidade atual envida todos os esforços para resgatar “o sentido da vida” junto aos seus irmãos de jornada.  Quase que generalizadas estão todas as formas de agressão físicas e morais que o ser humano engendra a si mesmo e contra o próximo, entregando-se a todas as formas de viciação, numa busca desesperada de prazer e alívio para suas dores, como há também, a negação doentia do direito à vida à fetos em gestação ou buscando a antecipação da morte, como forma enganosa de alívio, ou ainda, a entrega irrefletida a outras formas de agressões físicas, psíquicas e morais aos seus semelhantes oriundas de preconceitos e de outros mazelas morais que ainda caracterizam a humanidade terrena. Nunca em outra fase da humanidade foi tão necessário fazer ecoar por toda parte a mensagem do Cristo: Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância”. (João, 10:10.)
Com esse propósito, a 1ª União Regional Espírita, há sete anos, organiza os ciclos de exposição “Em Defesa da Vida” nos centros espíritas das regiões, sul, norte e centro de Florianópolis. Durante os meses de agosto e setembro (na região centro acontecerá em novembro) temas como aborto, suicídio, drogas, violência, eutanásia, viver em família, promoção da paz e evangelho no lar estarão sendo abordados à luz da Doutrina Espírita com vistas a esclarecer e consolar, aliviar dores e resgatar a alegria de viver nos corações humanos. Convidamos a todos a fazerem parte desta grande corrente de amor à vida, prestigiando as exposições dos ciclos “Em Defesa da Vida”.
REFERÊNCIAS:
1 KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 93. ed. 1. imp. (Edição Histórica.) Brasília: FEB, 2013. Conclusão, it. II.2 KARDEC, Allan. O que é o Espiritismo. Preâmbulo.Trad. Redação de Reformador de 1884. 56 ed. 1. Imp. FEB, 2013. 3 ____. O evangelho segundo o espiritismo. Trad. Guillon Ribeiro. 131. ed. 3. imp. (Edição Histórica.) Brasília: FEB, 2013. Introdução, it. I.

Nenhum comentário:

Postar um comentário