segunda-feira, 11 de junho de 2018

Grupo de Conversa sobre "O Relacionamento na Casa Espírita"

No cotidiano das atividades do centro espírita, um dos principais elementos a ser considerado é o do relacionamento interpessoal, uma vez que nem sempre as discordâncias são resolvidas tendo como base a verdadeira fraternidade e são comuns situações de desconforto causadas pelas desarmonias entre os seus trabalhadores.

Sabemos que é perfeitamente natural que em qualquer grupo hajam discordâncias de ideias e opiniões, mas essas diferenças não podem ser causas de separação ou distanciamento dos seus membros, ao contrário devem contribuir para o crescimento, desde que que calcadas na compreensão de todos. Para isso, Allan Kardec deixa claro na Revista Espírita, dezembro de 1868: “Que os espíritas sejam, pois os primeiros a aproveitar os benefícios que o Espiritismo traz, e que inaugurem entre si o reino da harmonia, que resplandecerá nas gerações futuras”.

Considerando o fato dos centros espíritas serem um ambiente de aprendizado da mensagem de Jesus e de prática dos princípios da Doutrina Espírita, será nesse espaço por excelência que devemos envidar esforços para o “aprender a conviver”.  Questão se faz impostergável para a construção de um mundo mais feliz.

Nessa direção, objetivando criar um espaço de reflexão, problematização e autoanálise, o grupo de conversa do GIEE-norte convida os trabalhadores das casas espíritas da 1ª URE para participarem deste evento num espaço dialógico, de trocas de ideias e opiniões promotoras de uma comunicação dinâmica e produtiva que permite conhecer o outro e se autoconhecer fortalecendo os vínculos de afeto e amizade bases para a convivência fraternal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário