segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Apresentação da Atividade de Atendimento em Unidades Prisionais






































** Se desejar colaborar com o lanche coletivo do evento, traga algum alimento pronto. Obrigado!





Eu e o outro...o outro e eu

"O Espírito Victor Hugo nos orientou: "O primeiro dever de um homem repousa no respeito à dignidade e aos valores do seu próximo, daí decorrendo os seus próprios direitos." (Árdua Ascensão, psicografia Divaldo Pereira Franco)
E foi numa noite de muita harmonia e esclarecimentos que quase 100 pessoas estavam presentes ouvindo e sentindo sobre alteridade e percebendo o quanto todo homem interage e interdepende do outro.
Vivenciando a Alteridade, foi a proposta do seminário. O desafio de respeitar e conviver com o

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Seminário: Atendimento Espiritual na Casa Espírita

Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas, pois é suave o meu jugo e leve o meu fardo.” JESUS (Mateus, 11:28 a 30; ESE, cap. VI, it. 1)

O Atendimento Espiritual é um conjunto de atividades que visa atender e acolher as pessoas, por meio de ações fraternas e continuadas, de conformidade com os princípios do Evangelho à luz da Doutrina Espírita.

Fazem parte do Atendimento Espiritual as seguintes atividades do centro espírita: Recepção, Atendimento Fraterno, Passe, Evangelho no Lar e Irradiação.

Neste encontro, você terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esta área, como deve funcionar, como implementa-la e seus principais desafios.

Você está convidado. Venha, é gratuito!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Seminário: Vivenciando a Alteridade

É necessário e urgente que nós, trabalhadores e frequentadores das casas espíritas, observemos como estamos vivenciando a alteridade. 
Estamos respeitando o direito do outro de ser diferente de nós em vários aspectos: opiniões, sentimentos, pensamentos? Entendemos o momento que o outro está passando? Exercitamos o estado de alteridade? Como está nosso nível de compreensão e tolerância?
Por isso este tema surge como um grande desafio, observar os vários aspectos de nossas vivências que envolvem, principalmente,  a tolerância.
Vamos ter a oportunidade de ouvir nosso querido companheiro Nilson Góes expor sobre este tema e, para isso, convidamos todos, com carinho, para este encontro.