quarta-feira, 17 de junho de 2015

Seminário “Terapia pelos Passes” colabora para o aperfeiçoamento da tarefa.


No Centro Espírita Frederico José Rola, na tarde de ontem (13/06), reuniram-se aplicadores de passes e candidatos a esta tarefa para mais uma tarde de aprendizagem. 
O ministrante, Gilson Teixeira da Silva, após as apresentações solicitou aos participantes que escrevessem numa folha qual a maior dúvida que possuíam com relação à aplicação do passe. Após, as folhas foram coladas na parede e lidas às dúvidas ali escritas. Em seguida utilizando-se da técnica que chamou de “DRO” dividiu o grupo em três grupos menores com o mesmo número de pessoas e, alternadamente, um grupo dava o passe, outro o recebia, e o terceiro observava os aplicadores.
Algumas situações inusitadas ocorreram durante a aplicação do passe: receptores que levantavam da cadeira enquanto recebiam o passe, outros que pegaram na mão do aplicador, houve os que deitaram a cabeça no colo da pessoa na cadeira ao lado, também teve quem tossisse bem alto, quem ficasse olhando fixamente para o passista, enfim, situações estranhas, mas que podem ocorrer no cotidiano das tarefas de passe nas casas espíritas. Após a técnica do “DRO” os grupos tiraram suas conclusões e relataram ao grande grupo. Neste momento outras dúvidas surgiram quanto aos comportamentos adotados pelos aplicadores durante a aplicação do passe.
Após o intervalo com o café confraternativo oferecido pelo CEFJR, Gilson, desenvolveu  o conteúdo sobre o passe, baseado em vasta bibliografia espírita, principalmente, o livro “Terapia pelos Passes” do Projeto Manoel Philomeno de Miranda. Utilizando-se da técnica da exposição-dialogada, a abordagem do tema foi permeada por exemplos de curas descritas no Novo Testamento, relatos de situações vivenciadas pelo ministrante e outras trazidas pelos participantes. Neste diálogo, Gilson foi esclarecendo à luz da doutrina espírita o que é o passe, quem pode aplicar o passe; para quê serve o passe; onde e como aplicá-lo, além de sanar as dúvidas escritas pelos participantes no início do encontro e, também, qual seria o comportamento mais adequado para as situações vivenciadas na dinâmica do “DRO”.
Assim, de forma participativa, descontraída e envolvente, o ministrante Gilson desenvolveu o tema “Terapia pelos Passes”, promovido pelo GIEE-sul, colaborando para o aperfeiçoamento desta tarefa através da qualificação dos aplicadores de passes.

Nossos agradecimentos ao Gilson Teixeira da Silva por mais uma tarde de aprendizado; ao CE Frederico José Rola pela acolhida amorosa e fraternal a todos os trabalhadores das casas espíritas que para lá se dirigiram e, também, à equipe do livro, que brindou a todos com um desconto de 40% na compra de obras espíritas, especialmente, os vários títulos dedicados ao estudo do passe na casa espírita.















Nenhum comentário:

Postar um comentário